my dad.

Seria meio repetitivo dizer que meu pai é o cara mais legal deste mundo. Mas as vezes repetir nao é ruim: meu pai é o cara mais legal deste mundo.

E domingo sendo o seu dia, eu fiquei aqui rememorando tantas coisas bonitas que eu vivi com meu pai e aprendi com ele, como as canções que ele tocava pra mim na hora de dormir, Cartola, Zé Keti, Adoniram. Quando ele lia o tio patinhas depois do jantar, ou quando fazia massagens nas minhas pernas assistindo seu programa de tv preferido. Me lembro de um dos melhores presentes que ele me deu, quando eu tinha cinco aninhos, um banquinho azul que ele havia feito na medida certa pra minha altura. Pois é, meu pai rocks! 

Aprendi com meu pai grandes lições nesta vida. Que tudo passa. Que é preciso ter paciência e que dor de amor so o tempo cura. Meu pai me ensinou que sonhar vale a pena, alias, que sonhar é o que vale a pena, é o que move o mundo e é o que nos move e modifica. Ele me ensinou com muito amor que sorrir é o melhor remédio diante das adversidades, que ter amigos é raro e valioso e que é preciso sempre ser forte pra distinguir o certo do errado.
Ele me ensinou a jogar xadrez, a dirigir aos 13 anos e a desenhar porquinhos ja aos 6, rs. A gente tinha conversas sérias sobre a historia das coisas, sobre a fé e sobre nao te-la e sobre o respeito à diferença. Meu pai é um homem forte.

Acho que todo mundo é um pouco do que nossos pais sao. Algumas diferenças ali e acolá, mas se olhar bem direitinho da pra achar nossos pais em nos. Pro melhor ou pro pior. Mas no meu caso, tenho sorte, pq meu pai é o cara mais legal deste mundo.

Ele também me ensinou a gostar de samba, a nao gostar muito de pagode e a tocar violão. Me ensinou que pra mudar so basta querer, agora ou daqui dez anos. Velhice so existe na cabeça e que uma boa ginastica ajuda os músculos, rs.

Meu pai é meu herói e o amor que tenho por ele nao cabe aqui.

k

the weekend…

Apesar do pedaço do túnel vila maria que caiu sábado a noite ( e por onde eu havia passado nao muito tempo antes da queda…) o final de semana foi cheio de paz e alegria!!! O verão escaldante senegales deu uma trégua e as temperaturas amenas ajudaram essa que vos fala a sair serelepe pela cidade, descobrindo novos lugares e revendo outros que guardam boas memórias.

A bela familia veio visitar e eu sempre fico feliz de ver Guillaume perto dos pais. O pai do Guillaume é um esportista, os dois amam pedalar milhas e milhas juntos alem de terem varias coisas em comum como por exemplo um vasto conhecimento de como as coisas funcionam e de como concerta-las. Nao, nao é brincadeira, se vc tiver duvidas sobre qualquer coisa, pergunte ao Guillaume e ao Bernard. Respostas interessantíssimas vao aparecer…

O final de semana acabou com o american beauty,  e com uma leve sensaçao de que o amanha guarda sempre uma conquista, um caminho.

k

what we share

Minha irmazinha chegou em Montreal e é tao bom te-la aqui. Mostrar a cidade no frio e na neve se tornou divertido, o olhar do outro sob aquilo que ja virou parte de mim é uma experiência interessante.

A gente com certeza partilha muito mais que os genes.

irmão é uma coisa estranha, um estranho muito bom, é quase como um encontro com um vc mesmo, so que um pouco diferente.

eu to muito feliz!

k