Os amigos e o feijão.

Eu andava meio homesick. Saudade da abobrinha da minha avo, do feijao da minha tia, da panqueca da minha tia e da deliciosa macarronada de domingo feita pela minha querida mae. Coisas que ficaram na memoria e que provavelmente têm um sabor ainda melhor por causa da saudade.

E é ai que os amigos aparecem. Minha amiga J me convidou pra comer feijaozinho la na casa dela e de quebra ainda me deu café 3 coraçoes! Fiquei taoooo feliz! De repente todo o peso do mundo desapareceu e eu caminhava ligeiramente as ruas montrealesas! E hoje, por pura sorte, ganhei felijaozinho delicioso da minha amiga A, feito com muito amor e carinho.

Ah, os amigos, que sorte a gente tem em ter alguns!

Sentir saudades do Brasil acontece as vezes. É uma saudade estranha. Mas passa logo, depois de um prato de feijao, e um abraço amigo!

Agora, esperando o maridao terminar suas tarefas, aguardo o abraço-casinha que sempre recebo dele com tanto amor. E ai vamos falar dos nossos sonhos, dos nossos projetos e dormir sonhando no seu carinho.

O amor, é lindo.

k

horas

Esse negocio da diferença de horas é uma coisa engraçada. Eu acordo e as novidades do brasil e canada ja estão no passado, rs! Ligo pro meu pai e desejo uma otima manha quando na verdade ele ja ta indo jantar… Engraçado mas difícil falar com as pessoas que estão longe.

Dias desses estava falando com Badr, um colega do Guillaume cujos pais sao marroquinos mas ele nasceu em Montreal. Um parêntese aqui, geralmente as pessoas cujos pais sao de outra origem que canadenses, quando questionados where are you from, sempre respondem que sao do pais de onde os pais nasceram. Voltando ao Badr, ele dizia que falava um pouco árabe mas nao sabia escrever árabe. Eu fiquei pensando que eu mesma, depois dessa reforma no português, nao to escrevendo nada bem.  É, a cada dia que passa, eu fico mais e mais longe do Brasil.

=/

k